Entrevista com Catarina Dutra

Hoje a entrevistada é uma menina muito decidida no que quer, adora a confeitaria e é uma carioca superengraçada, Catarina Dutra Santiago mais conhecida como Naná. É atual participante do reality show do SBT (Jr Bake Off) e ela e sua mãe abre seu coração pra contar as historias e projetos futuros.

 

Naná_Bake Off Junior_Fotos Artur Igrecias_SBT-36

 

Emerson: Como sua historia começou na confeitaria?

Catarina: Desde pequenininha eu sempre acompanhei minha vó na cozinha, e eu sempre olhava ela fazer os pães, bolos e doces com a minha mãe. E aos cinco anos de idade eu tive a experiência de fazer meu primeiro bolo, mas como eu nunca tinha feito uma sozinha eu achei aquele momento muito magico, muito legal de fazer e a receita foi da minha avó um bolo de cenoura.

Emerson: Bolo de cenoura é meu favorito (Risos). Sua mãe é confeiteira, mas você acredita que ela foi um incentivo pra você gostar do meio culinário?

15727176_1158317570931035_6920325278993830409_n

Catarina: Então, desde o inicio eu observava a minha avó e depois de um tempo eu comecei a olhar a minha mãe pelo fato dela começar a trabalhar com a confeitaria e eu comecei a me espelhar nela.

Emerson: Qual evento de gastronomia você mais curtiu ir?

Catarina: O primeiro evento de gastronomia que eu consegui entrar foi o Sugarcraft Show 2014 e depois deste evento em 2015 teve a expo chocolate e foi lá o evento gastronômico que eu mais gostei de ir.

Emerson: Quando terminar os estudos você pretende se especializar na área da gastronomia ou vai escolher outra profissão?

Catarina: Sim, eu vou me especializar mais na área da confeitaria, e em breve minha mãe pretende estudar na França pra aprimorar as técnicas da confeitaria e eu vou com ela.

Emerson: Que legal. Em sua opinião o que a fama representa pra você?

Catarina: Então, eu ainda não sou muito famosa (Risos), mas eu gosto quando as pessoas me reconhecem e dizem que gostam de mim.

Emerson: Ainda não mais vai chegar lá (Risos). Você é uma pessoa publica e bem provável que você já tenha haters. Como você separa as criticas construtivas com as destrutivas?

Catarina: As mensagens construtivas eu leio e sempre que possível respondo, agora as criticas destrutivas eu ignoro.

Emerson: Como surgiu seu apelido famoso (Naná)?

Catarina: O Naná é meu apelido desde bebe, porque desde pequena quando meus pais me ensinavam a pronunciar meu nome eu não conseguia falar Catarina eu só falava o Naná, então desde aquele dia meu apelido ficou Naná.

Emerson: Qual frase te define?

Catarina: “#Aquário nasceu pra ser livre, ou seja, ela é imprevisível”.

Emerson: Ficamos por aqui, Obrigado.

Catarina: Obrigada Emerson pelo carinho!

 

PARTICIPAÇÂO DA JULIANA (MÃE)

 

Emerson: Como tudo começou?

Juliana: Eu e meu marido nos conhecemos no Rio de Janeiro inicio de 2004 e nos casamos em outubro de 2007. 2014 surgiram à oportunidade de o meu marido vir pra São Paulo, pra ele profissionalmente seria melhor, e quando cheguei aqui (SP) eu troquei a biologia pela confeitaria de uma vez, no Rio de Janeiro eu já fazia um monte de coisa, mas não como principal fonte de renda, e chegando aqui (SP) eu abandonei a biologia e assumi a Doceria da Naná como minha principal ocupação e já vai fazer cinco anos que estamos em São Paulo, desde então tem sido um retorno legal, só aumenta o numero de clientes.

Emerson: Eu soube que você participou de um reality show (GNT), como foi seu processo de desenvolvimento no programa?

Juliana: O GNT foi uma experiência maravilhosa eu me inscrevi por insistência da 13230251_980370065392454_8063978519492212430_nCatarina, no inicio eu não queria porque eu não consigo trabalhar sob pressão eu gosto de fazer as coisas com calma (Risos), mas acabei me inscrevendo e tive a surpresa que era um episodio especial mãe e filha. E ela foi comigo me ajudando e foi uma experiência maravilhosa porque eu convivi com o Felipe Bronze que é um chef que eu admiro demais, com Lucas Corazza que é o melhor confeiteiro do Brasil atualmente  então pra mim eu acho que foi um passo que eu nunca imaginava dar trabalhando como confeiteira. Eu aprendi muito com eles principalmente administrar o tempo sob pressão, mas não é minha rotina geralmente eu não preciso correr contra o relógio (Risos), sempre me programo com antecedência porque eu sei que eu não funciono bem sob pressão, mas acabou que foi bastante proveitoso, foi um aprendizado maravilhoso a Catarina se divertiu a beça e foi ótimo, foi um marco do inicio da doceria aqui em São Paulo.

Emerson: Quem te inspirou a gostar do meio culinário?

Juliana: Minha mãe, eu trabalho com ela desde os 16 anos na cozinha.

Emerson: Que tipo de dificuldades você já passou durante todo seu caminho?

Juliana: Tive um problema de saúde grave, uma inflamação no intestino que me deixou de cama por oito meses sem trabalhar, pensei que não fosse conseguir voltar mais, mas voltei e superei o tempo parado.

Emerson: Você acha que a confeitaria é bem remunerada aqui no Brasil?

Juliana: Ainda não. As pessoas pagam sete reais num kinder ovo, mas não pagam sete reais num cupcake.

Emerson: Isso é fato, Fora que envolve um trabalho artístico e mão de obra e os produtos industriais são produzidos por maquinas e tem preços abusivos e muitas pessoas não entendem isso.

Juliana: Sim!

Emerson: Eu andei vasculhando suas redes sociais e descobri que você cobriu uma parte da festa de 17 anos da Larissa Manoela. Você já realizou outras festas de famosos?

Juliana: Sim, Renata Saporito (Band Sports), eu acompanhei todos os meses da filha dela, fiz mêsversario e foi por acaso ela entro na minha pagina gostou do meu trabalho e entrou em contato comigo, não foi através de assessor ou decorador foi ela própria que gostou do meu trabalho e ai comecei a atendê-la.f_4dd5b4d0-4bf3-4b41-8b6f-0ecab1bc0065_THID5995 A Larissa Manoela foi através da Vanessa Ramos que é uma decoradora que faz sempre as festas dela e ela também entraram em contato comigo, mas especificamente por causa dos donuts (Marca registrada da Doceria da Naná), e ela queria uma coisa mais personalizada, então eu acabei pegando todos os doces decorados da mesa de doces da Larissa menos o bolo que foi feito por um ex-bakeoff da 1ª temporada o Michael Levine.

Emerson: Pra finalizar quais seus projetos para o futuro?

Juliana: Estamos em busca de ampliar a Doceria para ter uma lojinha até o fim do ano.

Emerson: Bom, Obrigado. Ficamos por aqui.

Juliana: Muito Obrigada! Espero ter ajudado.

 

Redes Sociais

Fecebook

Instagram

 

Agradescimento:

sbt-logo-1

Um comentário em “Entrevista com Catarina Dutra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s